site loader
21 de outubro de 2020 Papa Francisco afirma em filme que homossexuais devem ser protegidos por leis de união civil

Papa Francisco afirma em filme que homossexuais devem ser protegidos por leis de união civil

O documentário Francesco estreou hoje (21) na Itália. Nele, o Papa diz que ‘pessoas homossexuais têm direito de estar em uma família’

Em um filme que entrou em cartaz hoje (21) na Itália, o Papa Francisco afirma que os homossexuais precisam ser protegidos por leis de união civil. Foi a forma mais clara que já usou para falar de direitos dos LGBTIs.

Segundo o pontífice, as pessoas homossexuais têm direito de estar em uma família. “Elas são filhas de Deus e têm direito. Ninguém deverá ser descartado ou ser infeliz por esse motivo”, diz no documentário “Francesco”.

A fala do papa surge na metade do filme. Ele discorre sobre temas com os quais se importa, como o ambiente, pobreza, migração, desigualdade racial e de renda e pessoas mais afetadas por discriminação.

O Papa Francisco já demonstrou ter interesse em dialogar com católicos LGBTIs, mas geralmente suas mensagens são em acolher esses fiéis. Ele já deu sinais claros que poderiam ser interpretados como uma opinião favorável à união civil.

Documentário
O filme estreou no Festival de Roma nesta quarta-feira (21) e no domingo (25) deverá passar nos EUA pela primeira vez durante o Savannah Film Festival. A obra fala de temas como a pandemia, racismo, abuso sexual e questões geopolíticas, como a guerra na Síria e na Ucrânia.

O documentário mostra um italiano gay que vive em Roma. Ele tem três filhos, e conta que uma vez escreveu ao Papa e pediu para enviar suas crianças à paróquia, mas que tinha receio de serem discriminadas.

O homem afirma que o Papa o incentivou a mandar os filhos à Igreja e nunca disse qual era a sua opinião sobre a família formada por pais gays e que, apesar de a doutrina não ter se alterado, a maneira de lidar com o tema mudou radicalmente.


Fonte: G1/Edição Notisul

21 de outubro de 2020 Governo espera oferecer pelo menos três vacinas contra a Covid-19 para a população

Governo espera oferecer pelo menos três vacinas contra a Covid-19 para a população

O objetivo é obter 200 milhões de doses, ao custo de 3,16 dólares a dose, até o final de 2021.

O governo espera oferecer pelo menos três vacinas contra a Covid-19 à população brasileira. Representantes do Ministério da Saúde e do Instituto Butantan afirmaram nesta terça-feira (20), em reunião da comissão mista que acompanha as ações de combate à doença, que ainda neste ano serão compradas 46 milhões de doses da vacina chinesa da Sinovac.

O vice-presidente de Produção e Inovação em Saúde da Fiocruz, Marco Krieger, disse que a vacina da parceria com Oxford deverá estar pronta para distribuição em fevereiro, com produção nacional de 100 milhões de doses até o final de junho. O objetivo é obter 200 milhões de doses, ao custo de 3,16 dólares a dose, até o final de 2021.

O vice-presidente da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), Guilherme Werneck, disse que, por causa da necessidade de registros emergenciais, é importante trabalhar com o maior número de vacinas possível, pois cada uma pode ter efeitos diferentes, inclusive por faixa etária.

“Uma vacina pode ser melhor para indivíduos mais jovens, outras podem ser melhores para indivíduos mais idosos. Portanto, investir em uma ou duas vacinas pode limitar, digamos assim, o alcance do nosso programa de prevenção”, disse Werneck.

Redução da eficácia
Os especialistas presentes na comissão também manifestaram preocupação no sentido de que a população seja informada sobre a redução dos testes de eficácia da vacina em razão da aceleração do processo de produção.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sinalizou para a possibilidade de uma redução da eficácia necessária para aprovação de 70% para 50%

Para o presidente da Sociedade Brasileira de Imunologia, Ricardo Gazzinelli, não será possível ter avaliações sobre a duração da resposta imune. “Uma vacina que pode ter 80% ou 60% de proteção com quatro meses, pode ser que, com oito meses, tenha uma eficácia de 30%. Isso nos deixa muito preocupados com a aprovação muito precoce da vacina, especialmente se a eficácia for baixa, entre 50% e 70%, porque a população brasileira pode ter uma ideia errada de que nós temos uma vacina real contra a Covid-19”, afirmou.Uso de máscara e distanciamento social devem manter mesmo com a vacinaPara Gazzinelli, a necessidade de mais estudos pós-vacinação indica que a sociedade não vai poder abandonar o distanciamento social e o uso de máscaras.

O representante da Anvisa na reunião, Juvenal Brasil Neto, disse que a eficácia de 70% é a usual, mas que não existe uma regra fixa. Ele explicou que a Organização Mundial de Saúde (OMS) e o órgão regulador americano também estão trabalhando com 50%.

Juvenal disse que a agência tem até agora quatro vacinas em análise: a de Oxford e a da Sinovac, que preveem transferência de tecnologia; e as dos laboratórios Pfizer e Janssen, que não têm essa transferência. Ele lembrou que a vacina da Janssen (braço farmacêutico da Johnson & Johnson) está interrompida por efeitos adversos.

Krieger, da Fiocruz, disse que os testes feitos até agora com a vacina de Oxford mostraram respostas tanto celulares quando de produção de anticorpos com apenas uma dose. Ele disse que a ideia é ter um registro emergencial da Anvisa em novembro para que a produção industrial no Brasil seja feita a partir de janeiro.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Novas cobranças de taxas por pedágios urbanos estão proibidas em SC

Segundo turno da votação da PEC foi realizado nesta terça-feira na Alesc; no total, foram 32 votos a favor e dois contrários

A cobrança de taxas por pedágios urbanos está proibida em Santa Catarina. A votação em segundo turno foi realizada nesta terça-feira (20) na Alesc (Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina). Os deputados aprovaram a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) com 32 votos favoráveis e dois contrários (de Altair Silva (PP) e Paulinha (PDT).

Está proibida a cobrança de taxas por pedágios urbanos em Santa Catarina – Foto: Secom Bombinhas

A PEC 1/2019, de autoria do deputado Ivan Naatz (PL), altera o artigo 128 da Constituição Estadual com o objetivo de proibir a cobrança de taxa de qualquer natureza que limite o tráfego de pessoas ou de bens, a exemplo da Taxa de Preservação Ambiental (TPA) cobrada pelo município de Bombinhas, no Litoral Norte.

Fonte: ND+

21 de outubro de 2020 A seguidor, Bolsonaro responde que não vai comprar vacina chinesa

A seguidor, Bolsonaro responde que não vai comprar vacina chinesa

  • Afirmação vem menos de um dia após o anúncio de que o Ministério da Saúde fechou acordo para comprar 46 milhões de doses da Coronavac

Após o anúncio de que o Ministério da Saúde compraria 46 milhões de doses da Coronavac, desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac, o presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira (21) que a vacina não será comprada. 

A afirmação foi feita em resposta a um comentário de um seguidor feita nas redes sociais de Bolsonaro. Na postagem, o seguidor do presidente pede para que ele não compre a vacina. “Quero ter um futuro, mas sem interferência da ditadura chinesa”, disse o internauta. 

Bolsonaro responde seguidor

Bolsonaro responde seguidor

Reprodução/Facebook

A resposta de Bolsonaro, de que a vacina não será comprada, vem na contramão do anúncio feito na terça-feira (20), pelo Ministério da Saúde. As 46 milhões de doses da Coronavac serão compradas, segundo a Pasta, por meio de um acordo com o Governo de São Paulo, em que a vacina será produzida pelo Instituto Butantan, com aquisição das doses via SUS (Sistema Único de Saúde).

O acordo foi concretizado em reunião virtual entre o governador João Doria, o ministro Eduardo Pazuello e outros 23 chefes de estados brasileiros. 

A Coronavac, de acordo com o Instituto Butantã, mostra ser o imunizante com o menor índice de efeitos colaterais em desenvolvimento no mundo. Os dados consideram o acompanhamento de 9 mil voluntários brasileiros já vacinados no País.

Fonte: R7

21 de outubro de 2020 Bancário aposentado, Romeu Junkes Volpato, morre em hospital de Florianópolis

Bancário aposentado, Romeu Junkes Volpato, morre em hospital de Florianópolis

O bancário aposentado do Banco do Brasil, Romeu Junkes Volpato, de Braço do Norte, faleceu, nesta terça (20), à noite, vítima de complicações decorrentes de uma encefalite aguda. A informação foi confirmada por um dos filhos, Rômulo Volpato.

A encefalite é a inflamação do parênquima do encéfalo, decorrente de invasão viral direta. A encefalomielite disseminada aguda é a inflamação do encéfalo e da medula espinal causada por reação de hipersensibilidade a um vírus ou outra proteína estranha. Ambas as doenças geralmente são desencadeadas por vírus. Os sintomas são febre, cefaleia e estado mental alterado, muitas vezes acompanhado por crises epilépticas ou deficits neurológicos focais. O diagnóstico requer análise do líquor e exames de imagem neurológica. O tratamento é de suporte e, em certos casos, com antivirais.

O idoso de 68 anos, estava internado há 26 dias, no Hospital Baía Sul, em Florianópolis. Conforme o filho, Romeu antes de apresentar indisposição estava muito bem e não se queixava de dores.

Ele deixa esposa, três filhos e quatro netos. O velório ocorre na Funerária Previve, em Braço do Norte. Não há informações sobre o sepultamento.

Devido à pandemia do novo coronavírus velar ente querido deverá ocorrer de forma consciente e com número reduzido de pessoas, conforme a determinação estadual. Os funerais devem ser realizados com familiares diretos e amigos próximos somente no dia do sepultamento. Os ambientes deverão ser ventilados e se recomenda a suspensão de cultos ecumênicos e cortejos.

Fonte: Notisul

21 de outubro de 2020 Caixa deposita nova parcela do auxílio emergencial nesta quarta-feira

Caixa deposita nova parcela do auxílio emergencial nesta quarta-feira

  • Serão beneficiados com a 1ª à 5ª parcela de R$ 600 1,3 milhão de nascidos em agosto, além de 2,3 milhões que recebem a primeira parcela extra de R$ 300

Mais de 5,2 milhões de brasileiros recebem novas parcelas do auxílio emergencial nesta quarta-feira (21). Serão beneficiados com a 1ª à 5ª parcela de R$ 600 1,3 milhão de nascidos em agosto, além de 2,3 milhões que receberão a primeira parcela extra de R$ 300.

O pagamento para esse grupo é por meio de débito em conta digital, que pode ser movimentada por aplicativo. O saque será liberado apenas em 28 de novembro.

Outras 1,6 milhão de pessoas do Bolsa Família, com NIS final 3, recebem a segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 300. O pagamento para o esse grupo segue até o dia 30, para os que têm o NIS final 0.

Nesta quinta-feira (22), o banco libera o saque em dinheiro de parcelas do auxílio emergencial para 3,8 milhões nascidos em novembro.

Além das agências, o resgate em dinheiro pode ser feito nos caixas eletrônicos e lotéricas, utilizando o código gerado pelo aplicativo Caixa Tem. A transferência para outras contas também estará liberada.Os beneficiários poderão resgatar da 1ª à 5ª parcela de R$ 600, dependendo da data que entraram no programa. O grupo faz parte do ciclo 2 do calendário, que já concluiu o pagamento em depósito na conta digital.

O auxílio foi pago a 67,7 milhões de pessoas, num total de R$ 224,8 bilhões desde abril. De três parcelas, o benefício passou para cinco de R$ 600 cada, no caso de mãe chefe de família, R$ 1.200.

Depois, foram definidas mais quatro com valor menor, de R$ 300, até dezembro.

Calendário do Bolsa Família

  • NIS final 3 – 21 de outubro
  • NIS final 4 – 22 de outubro
  • NIS final 5 – 23 de outubro
  • NIS final 6 – 26 de outubro
  • NIS final 7 – 27 de outubro
  • NIS final 8 – 28 de outubro
  • NIS final 9 – 29 de outubro
  • NIS final 0 – 30 de outubro

Calendário dos demais grupos

  • Ciclo 2: quem recebe da 1ª à 5ª parcela de R$ 600.
  • Ciclo 3: quem recebeu a primeira parcela em abril e passa a ganhar a extra de R$ 300; também inclui aqueles que estão recebendo as demais parcelas de R$ 600.
  • Ciclo 4: aqueles que receberam a primeira em maio e passam a ganhar a extra.
  • Ciclo 5: beneficiários que receberam a primeira parcela em junho.
  • Ciclo 6: receberam a primeira parcela do benefício em julho.

Para o ciclo 2

Saque em dinheiro

  • 22 de outubro- nascidos em novembro
  • 27 de outubro- nascidos em dezembro

Crédito em poupança digital

Para o ciclo 3

  • 25 de outrubro – nascidos em setembro
  • 28 de outubro – nascidos em outubro
  • 29 de outubro – nascidos em novembro
  • 1º de novembro – nascidos em dezembro

Para o ciclo 4

  • 30 de outubro – nascidos em janeiro
  • 4 de novembro – nascidos em fevereiro
  • 5 de novembro – nascidos em março
  • 6 de novembro – nascidos em abril
  • 8 de novembro – nascidos em maio
  • 11 de novembro – nascidos em junho
  • 12 de novembro – nascidos em julho
  • 13 de novembro – nascidos em agosto
  • 15 de novembro – nascidos em setembro
  • 16 de novembro – nascidos em outubro
  • 18 de novembro – nascidos em novembro
  • 20 novembro – nascidos em dezembro

Saque em dinheiro

Para os ciclos 3 e 4

  • 7 de novembro – nascidos em janeiro e fevereiro
  • 14 de novembro – nascidos em março
  • 21 de novembro – nascidos em abril e maio
  • 24 de novembro – nascidos em junho
  • 26 de novembro – nascidos em julho
  • 28 de novembro – nascidos em agosto e setembro
  • 1º de dezembro – nascidos em outubro
  • 5 de dezembro – nascidos em novembro e dezembro

Depósito em conta digital

Para o ciclo 5

  • 22 de novembro – nascidos em janeiro
  • 23 de novembro – nascidos em fevereiro
  • 25 de novembro – nascidos em março
  • 27 de novembro – nascidos em abril
  • 29 de novembro – nascidos em maio
  • 30 de novembro – nascidos em junho
  • 2 de dezembro – nascidos em julho
  • 4 de dezembro – nascidos em agosto
  • 6 de dezembro – nascidos em setembro
  • 9 de dezembro – nascidos em outrubro
  • 11 de dezembro – nascidos em novembro
  • 12 de dezembro – nascidos em dezembro

Para o ciclo 6

  • 13 de dezembro – nascidos em janeiro e fevereiro
  • 14 de dezembro – nascidos em março
  • 16 de dezembro – nascidos em abril
  • 17 de dezembro – nascidos em maio
  • 18 de dezembro – nascidos em junho
  • 20 de dezembro – nascidos em julho e agosto
  • 21 de dezembro – nascidos em setembro
  • 23 de dezembro – nascidos em outubro
  • 28 de dezembro – nascidos em novembro
  • 29 de dezembro – nascidos em dezembro

Saque em dinheiro

Para os ciclos 5 e 6

  • 19 de dezembro – nascidos em janeiro e fevereiro
  • 4 de janeiro – nascidos em março
  • 6 de janeiro – nascidos em abril
  • 11 de janeiro – nascidos em maio
  • 13 de janeiro – nascidos em junho
  • 15 de janeiro – nascidos em julho
  • 18 de janeiro – nascidos em agosto
  • 20 de janeiro – nascidos em setembro
  • 22 de janeiro – nascidos em outrubro
  • 25 de janeiro – nascidos em novembro
  • 27 de janeiro – nascidos em dezembro
  • FONTE: ND+
Open chat
Entre em contato conosco! =)