site loader
25 de março de 2021 Vacinação em estudantes da saúde gera polêmica e confusão em Palhoça

O município de Palhoça, na Grande Florianópolis, retomou nesta quarta-feira (24) a imunização em trabalhadores da área da saúde com doses da vacina contra a Covid-19.

A Prefeitura incluiu 14 categorias no cronograma, dentre elas, acadêmicos em saúde. No entanto, esse ponto gerou um mal-entendido entre estudantes, que precisou de intervenção da PM, e a vacinação chegou a ser suspensa.

A nota publicada pela Prefeitura de Palhoça nesta terça (23, informa que “acadêmicos em saúde em estágio na Unidade de Saúde do município” podem ser vacinados.

Portanto, alunos que ainda não fazem nenhum tipo de serviço na área, como aqueles que estão na primeira fase, por exemplo, não podem ser imunizados. Para atender aos critérios, a Prefeitura recebeu uma lista, emitida pela Unisul, com os alunos que deveriam receber a vacina.

Vacinação suspensa após desentendimento

Porém, segundo informações da PM, houve um mal-entendido entre estudantes no local de vacinação. “O motivo do conflito era por causa de uma lista enviada pela universidade onde continha estudantes do 1º ano de medicina que estavam sendo vacinados”, explicou, em nota, o órgão.

“Após diálogo, os profissionais de saúde responsáveis pela vacinação receberam ordens da Prefeitura para suspender a vacinação dos estudantes”, continua.

Os policiais acalmaram os ânimos dos envolvidos no desentendimento. Na sequência, ficou estabelecido que a vacinação iria continuar, obedecendo a ordem de chegada. No entanto, quem não estivesse na lista não receberia a vacina.

Prefeitura emitiu nota sobre o caso

A Secretaria de Saúde de Palhoça emitiu um comunicado sobre a ocorrência na tarde desta quarta. O poder municipal explicou que todos os estudantes com o nome presente na lista exerce alguma atividade presencial na área da saúde.

Fonte: NDmais

Open chat
Entre em contato conosco! =)