site loader

Mais uma fase da vacinação contra a gripe – Influenza (H1N1) – inicia hoje. Após os grupos prioritários serem imunizados, a vacinação foi ampliada para toda a população com mais de seis meses de idade, até que os estoques de vacinas dos municípios sejam zerados.

Cada município irá realizar suas próprias estratégias para distribuição das doses à população. Em Tubarão, a vacinação passa a ser disponibilizada nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) que possuem salas de vacina, de acordo com o horário de funcionamento de cada uma, ou também na sala central da Policlínica.

Para que a vacinação ocorra, é necessário comparecer ao local portando um documento de identificação com foto, Cartão do SUS, comprovante de residência e a carteira de vacinação.

A campanha contra a gripe coincide com a imunização contra a covid-19. O Ministério da Saúde não recomenda a aplicação das duas vacinas simultaneamente, devido à falta de estudos sobre a coadministração dos imunizantes, e a orientação é priorizar a vacinação contra o novo coronavírus. “É recomendado que as pessoas que fazem parte do grupo prioritário tomem primeiro a vacina contra a covid-19 e depois a vacina contra a gripe, respeitando um intervalo mínimo de 14 dias entre elas”, destaca o diretor-presidente da Fundação Municipal de Saúde de Tubarão, Daisson Trevisol.

A gerente da divisão de imunização da Dive, Arieli Schiessl Fialho, explica que, mesmo com a ampliação da vacinação para toda a população, as pessoas dos grupos prioritários, que são mais vulneráveis e podem desenvolver quadros graves e até morrer pelo vírus Influenza, ainda podem procurar a vacina.

“Como tivemos uma baixa procura este ano pelas doses da vacina contra a gripe, o Ministério da Saúde recomendou a liberação para toda a população. E é de extrema importância que as pessoas mais vulneráveis se imunizem”, ressaltou a gerente.

Região não atingiu a meta

A campanha de vacinação contra a gripe encerrou sem que nenhum município da região tenha atingido a meta de imunizar 90% do público-alvo. Ao todo, 158.265 pessoas se encaixavam nos grupos prioritários, mas apenas 53,9% foram vacinadas. Em Santa Catarina, apenas 47,8% do público-alvo da campanha foi vacinado até sexta-feira.

Fonte: Diário do Sul

Open chat
Entre em contato conosco! =)