site loader
2 de fevereiro de 2022 Urussanga: Câmara de vereadores aprova investigação contra prefeito e vereadores afastados

Foram aprovadas na sessão ordinária dessa terça-feira, dia 1º, a instauração de duas Comissões Processantes (CP) para investigar o prefeito Gustavo Cancelier (PP) e os vereadores Odivaldo Bonetti (PP), Rozemar Sebastião, o Taliano, (PDT), e Fabiano Murialdo de Bona (PSDB) afastados. As Comissões foram aprovadas com seis votos favoráveis, dois contrários e uma abstenção.

As comissões funcionarão pelo período máximo de 90 dias com o objetivo de analisar denúncias de possíveis infrações político-administrativas praticadas pelo prefeito e quebra de decoro parlamentar pelos vereadores afastados.  

A representação para abertura das Comissões Processantes foi protocolada no Legislativo pelo presidente do MDB de Urussanga Vanderlei Olívio Rosso e pelo ex-vereador Júlio César Bonetti. Com a aprovação das duas representações apresentadas pelo presidente do MDB a protocolada pelo ex-vereador Júlio Bonetti foi considerada de teor semelhante e arquivada por unanimidade.

O presidente da Câmara Municipal, Elson Roberto Ramos, que de acordo com o regimento da Casa não pode fazer parte da comissão, ressaltou em seu pronunciamento que foi aprovado somente o pedido de investigação e não a cassação do prefeito afastado Luis Gustavo Cancellier.

“Claro que contra fatos não existem argumentos, e a investigação vai permitir que vereadores e população saibam o que realmente aconteceu. Não falo de cores partidárias e não estou defendendo questões políticas, mas o cidadão tem o direito de saber a verdade” declarou Elson.

Na reunião foi definido ainda o nome dos membros de cada Comissão Processante (CP). A Comissão que vai analisar o caso do prefeito afastado Luis Gustavo Cancellier com base em denúncias da Operação Benedetta conduzida pela Polícia Federal foi composta pelos vereadores Braz Ciseski (PSDB) como presidente, Luan Francisco Varnier (MDB) relator e Thiago Mutini (PP) como membro.

A comissão que vai tratar das denúncias de possíveis práticas de condutas incompatíveis com o decoro parlamentar de três vereadores com base em informações reunidas pela Polícia Civil na operação Hera tem como presidente Daniel Rejes Pereira Moraes (PSD), relator Ademir Bonomi (MDB) e membro José Carlos José (PP).

Os vereadores Ademir Bonomi (MDB), Luan Francisco Varnier (MDB), Erotides Borges Filho (PDT), Daniel Rejes Pereira Moraes (PSD) e Braz Ciseski (PSDB) votaram pela instalação das duas Comissões Processantes. Foram contrários os vereadores José Carlos José (PP) e Thiago Mutini (PP) e houve a abstenção da vereadora Izolete Duarte Vieira (PP).

O presidente do Legislativo, Elson Roberto Ramos (MDB) somente votaria em caso de empate, o que não foi necessário. Durante a reunião os vereadores tiveram o embasamento para as decisões amparadas em pareceres apresentados pelo assessor jurídico da Câmara Pierre Augusto Fernandes Vanderlinde. Os vereadores do Partido Progressista José Carlos José e Thiago Mutini participaram de forma on-line da reunião porque testaram positivo para a Covid-19.

Fonte: Engeplus

Open chat
Entre em contato conosco! =)