site loader
21 de julho de 2022 Transporte de criança é foco de nova polêmica envolvendo o avião do governo do Estado

O governo de Santa Catarina rebateu a denúncia feita pelos deputados estaduais Jessé Lopes (PSL) e Bruno Souza (Novo) de que um bebê de três meses de idade, vítima de espancamento em Caçador, foi transferido de ambulância para Florianópolis porque o avião Arcanjo 6 estaria em uso pelo governador.

De acordo com Bruno Barros, coordenador médico do Grupo de Resposta Aérea de Urgência (GRAU), além de não ter chegado nenhuma solicitação para transporte aéreo do bebê, a gravidade do caso não permitiria esta opção. “As aeronaves são preparadas para o transporte de pacientes em situação grave, mas com quadros estáveis. Elas não possuem configuração para atendimentos emergenciais como era a situação do bebê”, frisa Barros.

O coordenador médico ressalta ainda que durante o transporte da vítima pela Ambulância de Suporte Avançado (USA), o paciente sofreu três paradas cardiorrespiratórias e teve a chance de ser reanimado, manobra que não poderia ser feita dentro do avião, por exemplo. O bebê chegou com vida ao Hospital Infantil Joana de Gusmão.

Fonte: Sul Agora

Open chat
Entre em contato conosco! =)