site loader
13 de junho de 2022 Trabalhador faz rifa para conseguir pagar cirurgia em Capivari de Baixo

Marcos Cardoso tem 41 anos e tem uma oficina de chapeação, no quintal da própria casa, em Capivari de Baixo. Nas últimas semanas, ele não conseguiu mais trabalhar por conta de um problema no quadril.

Sem ter condições de esperar pela boa vontade do SUS, Marcos fez uma rifa para arrecadar o dinheiro para realizar uma cirurgia e conseguir voltar ao serviço o mais rápido possível.

Pelo sistema público de saúde, ele foi a um clínico geral e foi encaminhado para um especialista, agendado para o dia 30 deste mês. Até lá, está impossibilitado de trabalhar devido às dores que sente, o que também acabou deixando-o sem renda. Uma cirurgia pelo sistema público não tem qualquer previsão.

Devido à urgência, Marcos também foi ao médico particular, fez todos os exames e o diagnóstico foi impacto femoroacetabular (IFA), que é quando ocorre um crescimento do osso extra ao longo do colo do fêmur, criando uma forma irregular e um atrito entre as superfícies ósseas durante o movimento, causando incômodo e dor.

“Eu quero voltar a trabalhar para pagar as minhas contas. Quero ter saúde para continuar fazendo o que sempre fiz. Mas, agora, não consigo trabalhar, não estou encostado e não tem previsão de cirurgia. Então, nem sei como vou me virar. Por isso, surgiu a ideia de fazer a rifa e realizar logo a cirurgia pelo sistema particular. Eu não quero ficar encostado, eu quero a cirurgia para voltar à rotina e não sentir mais dor”, conta o trabalhador.

A cirurgia e tratamento custam, ao todo, cerca de R$ 20 mil. Marcos já conseguiu vender aproximadamente 200 bilhetes da rifa a R$ 25 cada, totalizando a arrecadação de cerca de R$ 5 mil. “Nos dias mais frios, a dor fica mais forte. Teve dias que nem consegui sair da cama. Para não sentir dor, não podia me mexer”, conta, após acrescentar que as vendas foram boas no início e teve bastante apoio, só que agora que todos os conhecidos já compraram, está mais devagar.

Como comprar
A rifa sorteará um novilho ou, se o ganhador preferir, um prêmio de R$ 2 mil, além de uma mandala. Os interessados em adquirir bilhetes podem entrar em contato com o próprio Marcos, através do telefone (48) 99649-3808, e fazer o pagamento via Pix pelo CPF: 03943894924.

Fonte: Diário do Sul

Open chat
Entre em contato conosco! =)