site loader

Foto: Espécie Tubarão Mangona

Trata-se de um tubarão mangona que costuma se alimentar de peixes de pequeno e médio tamanho

O professor e curador do Museu Oceanográfico da Univali, de Balneário Picarras, no Vale do Itajaí, Jules Soto, analisou as lesões do surfista ferido por um animal marinho. A ocorrência foi registrada pelo Corpo de Bombeiros, em Navegantes, nesta manhã de domingo (24).Segundo professor da Univalli, o ferimento no surfista de Navegantes foi ocasionado por um tubarão mangona.

De acordo com o professor, conforme as características da mordida no pé esquerdo do surfista, o ataque possivelmente tenha sido feito por um tubarão mangona (Carcharias taurus).

“O tipo de mordida no estilo “bote” também é característico deste tipo de lesão e muito semelhante ao já registrado em Santa Catarina, quando um banhista foi mordido na cabeça. Desta forma, com todas as características, a “mordidela” desferida foi de um tubarão mangona”, descreveu o professor Soto.

Conforme o curador do museu, essa espécie de tubarão era bastante comum ser avistada no passado em praia do litoral catarinense. Ele ressalta que exemplares desta espécie podem ser observados no Oceanic Aquarium, em Balneário Camboriú.

“No passado, essas espécies eram vistas em nossas praias quando nadavam há cerca de 1 a 2 metros de profundidade, principalmente à noite. Foram praticamente dizimados, havendo agora um resquício da população que tiveram até a década de 1970, não chegando atualmente a 2,8% de sua população original”, acrescenta o professor.

O tubarão mangona costuma se alimentar de peixes de pequeno e médio tamanho, preferencialmente entre 15 e 30 cm, capturando-os com um rápido bote, desferido com grande rapidez e propiciado pela grande capacidade que esta espécie tem de projetar as maxilas.

Fonte: ND+

Open chat
Entre em contato conosco! =)