site loader
4 de abril de 2022 Servidores da UFSC entram em greve e pedem reajuste salarial de 19,9%

Os servidores técnico-administrativos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) começaram uma greve, por tempo indeterminado nesta segunda-feira (4). A pauta principal da categoria é o reajuste salarial de 19,9%. A data de início da paralisação é a mesma já prevista para a retomada completa do trabalho presencial na universidade.

Segundo a UFSC, o planejamento segue o mesmo. Funcionários de atividades essenciais não aderiram à modalidade à distância durante a pandemia.

Segundo a administração da universidade, a volta às aulas da graduação, prevista para 18 de abril, não será afetada. Na data, também chegarão novos estudantes à UFSC.

Hospital Universitário

UFSC conta com cerca de 3 mil servidores da categoria, com uma maioria ocupando cargo de assistente em administração e atuando no campus de Florianópolis.

Um terço dos servidores, entre enfermeiros e médicos, trabalha no Hospital Universitário (HU). Segundo a administração do hospital, os profissionais devem manter a atividades, tendo em vista que os serviços são essenciais.

A greve foi deflagrada na quarta-feira (30), em assembleia do Sindicato de Trabalhadores em Educação das Instituições Públicas de Ensino Superior do Estado de Santa Catarina (Sintufsc), que afirma não haver recomposição salarial para a categoria há sete anos.

De acordo com o sindicato, o cálculo de reajuste se refere apenas à inflação acumulada nos últimos três anos. A categoria diz ser inviável conciliar os ganhos atuais com a alta geral dos preços no país.

Fonte: G1SC

Open chat
Entre em contato conosco! =)