site loader
21 de maio de 2021 Sem contrato com a Globo, Manu Gavassi emplaca na Netflix e na Amazon

Foto: Reprodução Instagram

Quando a Globo decidiu colocar um ponto final nos longos e milionários contratos do seu elenco, muitos imaginaram que os atores ficariam à mingua. Mas o fim de um salário fixo não foi nada perto das vantagens que alguns artistas encontraram nessa nova realidade do contrato por obra. Manu Gavassi, por exemplo, que não é exclusiva da Globo, ganha cachê para participar de algumas produções, foi contratada para estrelar a série Maldivas na Netflix e acabou de lançar, na Amazon Prime Video, o filme Me Sinto Bem Com Você, estrelado e produzido por ela.

Dessa forma, Manu não fica presa a nenhuma emissora e está livre para negociar seu passe por cada obra feita.

Se antes, um ator/atriz ficava restrito para trabalhar apenas na Globo, ele agora pode prestar serviço para a empresa e aceirar novos desafios. Quando o artista tem contrato fixo com a emissora, é preciso cautela na hora de negar um trabalho. Muitos aceitam fazer determinada atração porque são obrigados por contrato ou porque já haviam negado algum trabalho. As participações nos programas da casa também precisam ser feitas sem nenhum ganho adicional. Fora isso, muitos trabalhos publicitários podem ser vetados pela emissora.

O que as pessoas imaginavam que seria um problema acabou virando solução para quem queria mais liberdade para ousar e estrelar novos projetos. Bruno Gagliasso decidiu deixar a Globo depois do fiasco de O Sétimo Guardião. Provavelmente, se continuasse como contratado exclusivo da emissora, ele seria escalado para um novo trabalho sem muito poder de escolha. Com o bolso cheio, ele teve tranquilidade de negociar com a Netflix e aceitou fazer a série que queria. E pronto.

Camila Queiroz é um outro exemplo bem-sucedido desses novos tempos. Ela foi contratada para fazer Verdades Secretas 2 e está gravando a série. Ao mesmo tempo, ela tem um contrato com a plataforma de streaming para apresentar um reality.

Há quem não abra mão de um contrato estável, longo e cheio de restrições pelo status de estar na Globo, pela preguiça de ousar ou pelo medo de não sobreviver sem a emissora por trás. Mas quem confia no seu taco e busca liberdade para fazer apenas o que quer tem conseguido aproveitar essa nova onda dos contratos por obra que a Globo impôs. No fim, está todo mundo ganhando.

Fonte: Metrópoles

Open chat
Entre em contato conosco! =)