site loader
11 de novembro de 2021 SC supera número total de empresas abertas em 2020

Com um saldo positivo de 120.527 novos negócios de janeiro a outubro deste ano, a Junta Comercial de Santa Catarina (Jucesc) já superou, em 10 meses, o número total de abertura de empresas em 2020 (115.506) e, também, de 2019 (96.981). Com isso, as empresas ativas no estado já somam 1.081.411, incluindo os microempreendedores individuais, os chamados MEIs.

“A recuperação econômica do estado, diferenciada em relação ao restante do país, está proporcionando um ambiente de negócios favorável aos empreendedores. Hoje, podemos dizer que há confiança do empreendedor na retomada da economia que estamos vivendo em Santa Catarina. Essa confiança, aliada a um sistema simplificado e desburocratizado, que fazem parte das diretrizes do governo, justificam o crescimento”, disse por telefone o governador Carlos Moisés, que está em Glasgow participando da COP26.

Ao ser analisado o saldo de janeiro a outubro de cada ano, a alta foi de 22,93% em novos negócios, se comparado com o mesmo período de 2020 (98.045), ou seja, saldo de 22.482 mil empresas a mais. Já se confrontado com os mesmos meses de 2019 (84.419), quando ainda não enfrentávamos a pandemia do novo coronavírus, o crescimento foi 42,77%.

“Esta é mais uma demonstração de que a economia catarinense segue em recuperação e crescimento. O número de novos negócios vem aumentando de maneira constante ao longo dos dez primeiros meses de 2021, mesmo diante de um cenário pandêmico. Fruto da confiança no Governo, o trabalho de todos os órgãos que atuam diariamente para modernizar e simplificar os processos de abertura de empresas, além do DNA empreendedor. A média no estado hoje é: para cada quase sete pessoas em SC, uma empreende”, detalhou o presidente da Jucesc, Gilson Lucas Bugs.  

Só em outubro de 2021, Santa Catarina contou com um saldo positivo de 9.570 novos negócios, resultado da diferença entre 14.076 constituições e 4.506 extinções. “Santa Catarina se destaca no cenário nacional por ter ambiente de negócios mais livre e favorável à abertura de empresas. A agilidade e simplicidade para abrir um CNPJ em terras catarinenses se torna um grande ponto favorável na escolha do estado para empreender. Além disso, com um crescimento do PIB de 9.1%, nos últimos 12 meses, Santa Catarina tem chamado a atenção de investidores. O Governo de Santa Catarina cumpre seu papel, trabalhando cada vez mais para facilitar a vida de quem quer investir aqui e gerar emprego e desenvolvimento no estado”, destacou o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Luciano Buligon.

Outros destaques de outubro

– O tempo médio que o catarinense levou para abrir uma empresa no estado em outubro de 2021 foi de 2 dias e 17 horas.

– Os dez municípios que mais atraíram novos empreendimentos em outubro de 2021 foram: Florianópolis (1.385); Joinville (963); Blumenau (557); Itajaí (497); São José (455); Chapecó (425); Balneário Camboriú (420); Palhoça (379); Jaraguá do Sul (321); e Criciúma (292).

– Os três setores que mais abriram empresas no mês são: comércio (2.392); indústria de transformação (1.297); e construção (1.258).

Municípios Top 10 Mapa de Empresas

Conforme painel do Mapa de Empresas do Brasil, entre os 10 municípios catarinenses que apresentaram os menores tempos totais de viabilidade e registro, em horas, de janeiro a setembro de 2021, estão: Ibiam (0,5467); Sul Brasil (1,220); Frei Rogério (5,205); Novo Horizonte (10,72); Peritiba (10,73); Coronel Freitas (17,13); Macieira (17,30); Brusque (18,18); Petrolândia (18,87); e Formosa do Sul (19,81).

Acompanhe outros dados do Mapa de Empresas aqui.

Fonte: Engeplus

Open chat
Entre em contato conosco! =)