site loader
10 de dezembro de 2020 Rússia desmente necessidade de abstinência de álcool por 42 dias após vacina

A vacina russa Sputnik V requer que o paciente fique apenas seis dias sem beber, disse Alexander Gintsburg, diretor do Centro Nacional de Investigação de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleia. “Recomendamos fortemente evitar o álcool por três dias após cada injeção”, disse a repórteres nesta quarta-feira. O comunicado do líder do instituto russo que produz a imunização rebate a fala da médica Anna Popova, do Ministério de Saúde russo, que aconselhou a abandonar o álcool por duas semanas antes da vacinação e 42 dias depois.

A declaração de Popova teve grande repercussão num país em que o consumo por álcool é elevado. Segundo relatório de 2010 do Ministério de Saúde da Rússia, quase 40% dos russos consomem álcool em excesso. “Uma taça de champanhe não machuca ninguém, disse Gintsburg, que destaca que o consumo excessivo de álcool, por outro lado, pode suprimir o sistema imunológico e tornar a Sputnik V como uma vacina inútil. “Esta é apenas uma limitação razoável de consumo até que o corpo tenha formado sua própria resposta imunológica à infecção por coronavírus”, disse o cientista. “E isso é verdade não apenas para o Sputnik V, mas para qualquer outra vacina”.

Fonte: R7

Open chat
Entre em contato conosco! =)