site loader

Ocorreu nesta terça-feira (29) o voo inaugural da ITA Transportes Aéreos, nova companhia aérea nacional e braço do Grupo Itapemirim. Convidados, imprensa e funcionários da empresa viajaram de São Paulo (do aeroporto de Guarulhos) a Brasília a bordo de um Airbus 320.

Antes do embarque, o presidente da empresa, Sidnei Piva, discursou aos presentes e assinou um termo de filiação à Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear). Também estavam no evento empresários, deputados federais, além de representantes da Infraero, GRU Airport, da Aeronáutica, da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e dos ministérios do Turismo e de Ciência e Tecnologia.

Dentro do avião, o espaço foi reconfigurado, segundo a empresa, para garantir mais conforto aos passageiros. São 162 assentos não reclináveis ocupando um espaço que normalmente conta com 180 poltronas. Há oito entradas USB em cada uma das 27 fileiras. O espaço é suficientemente para que uma pessoa de 1,75m (o repórter) se sente com uma mochila à frente dos pés.

Por conta de protocolos sanitários estabelecidos pela Anvisa durante a pandemia do novo coronavírus, a companhia não realizou serviço de bordo. A qualidade do serviço havia sido anunciada pela ITA como um dos grandes trunfos para se diferenciar das concorrentes.

Piva afirma que a empresa está trabalhando para entregar o conforto prometido aos clientes até que a situação sanitária no país se normalize. “Não precisa ser dentro do avião ou no dia do voo. Vamos desconstruir algumas práticas da indústria para entregar mais ao cliente.”

O executivo diz  que, em termos de mercado, a qualidade das refeições que a ITA vai oferecer se compara à da “Varig ou Emirates”. 

ITA Europa

Em conversa com jornalistas durante o voo, Piva também revelou detalhes do plano de expansão internacional da ITA. A empresa espera, em 2023, estabelecer um hub em Lisboa, Portugal, para iniciar sua operação europeia. “Vai ser uma empresa internacional, estabelecida na Europa, que voará para o Brasil em parceria com a ITA brasileira”, diz. A empresa deve adquirir aeronaves de maior porte para operar as novas rotas.

Aeronaves

Das primeiras 50 aeronaves da companhia, 40 serão A320 e outras 10 serão A319. A companhia tem duas aeronaves disponíveis até agora e deve completar cinco até o final de julho. 

A companhia realizará inicialmente voos entre oito cidades (com base nas quatro primeiras):

  • Belo Horizonte-Confins (MG)
  • Brasília (DF)
  • Rio de Janeiro-Galeão (RJ)
  • São Paulo-Guarulhos (SP)
  • Curitiba (PR)
  • Porto Alegre (RS)
  • Porto Seguro (BA)
  • e Salvador (BA)

Fonte: CNN Brasil

Open chat
Entre em contato conosco! =)