site loader
23 de outubro de 2020 Maju Coutinho faz desabafo sobre racismo após homem negro ser preso injustamente

A jornalista ficou indignada com o caso de um jovem negro que estava preso por um crime que não cometeu

Maju Coutinho fez um desabafo após uma matéria que foi exibida no Jornal Hoje, da TV Globo. 

A jornalista mostrou sua indignação ao falar sobre o caso de um jovem negro que estava preso há três anos por crimes que não cometeu. 

“E agora a gente fala de um caso absurdo, um jovem negro de 26 anos foi solto essa madrugada depois de passar quase três anos preso por crimes que ele não cometeu. Lucas, como eu disse é negro e é pobre”, afirmou ela.

Após a reportagem ser exibida, Maju mandou um recado“Tem que mudar a mentalidade de que preto parado é suspeito e correndo é culpado. Isso tem que mudar”, disse a apresentadora. 

A fala da jornalista foi bastante elogiada nas redes sociais. “Maju Coutinho você é incrível”, afirmou um internauta. “A fala de Maju Coutinho em um grande telejornal é necessária. Precisamos continuar falando o óbvio, porque esse pensamento está impregnado no imaginário social e seis segundos de uma fala tão simples pode chegar onde nem sempre a discussão antirracista chega. É necessário!”, ressaltou outra. “Acho tão importante tudo que a Maju Coutinho representa. na minha família todo mundo gosta dela, meus avós não perdem uma edição sequer do jornal, ela é uma excelente profissional e ter falas tão necessárias quando a maioria dos jornalistas da Globo se calam é diferencial demais”, comentou mais um. 

ENTENDA O CASO

Lucas Moreira de Souza, de 26 anos, foi condenado pela Justiça a 77 anos de prisão após investigações da polícia que apontavam a sua participação em vários assaltos em duas cidades no Distrito Federal, utilizando um carro roubado. O rapaz foi preso após o depoimento de algumas vítimas, que o reconheceram como o autor dos crimes. 

Mas um tempo depois da prisão, policiais do caso foram até a Defensoria Publica para dizer que havia inconsistência nas provas e que Lucas poderia ser inocente, já que de acordo com os defensores, nem todas as vítimas foram capazes de reconhecer Lucas. Além disso, 10 dias após o rapaz ser preso, novos assaltos ocorreram com o mesmo carro roubado, que foi apreendido logo depois. 

Na última segunda-feira, 19, a Justiça reverteu a decisão e o alvará de soltura foi expedido nesta quarta-feira, 21. 

Fonte: CARAS

Open chat
Entre em contato conosco! =)