site loader
11 de março de 2022 Mais três focos do mosquito Aedes Aegypti confirmados em São Ludgero

São Ludgero confirma mais três focos do mosquito Aedes Aegypti, transmissor de várias doenças como Dengue, Zika e Chikungunya, que somado aos cinco já registrados, passa a contabilizar 8 no total. A Secretaria da Saúde, por meio da Vigilância em Saúde, reforça o pedido aos moradores para redobrarem os cuidados preventivos em empresas e residências no sentido de não deixarem água parada em recipientes.

Segundo as Agentes de Combate a Endemias, Jéssica Pigmentel e Aline Dutra, os três novos focos foram identificados em armadilhas e estão localizados nos bairros Parque das Acácias e Madre Tereza. Em relação aos outros 5 focos confirmados, 4 foram em armadilhas e um localizado através de denúncia. “O número de casos confirmados é considerado alto. As famílias precisam colaborar, devem agir de forma preventiva, antes que São Ludgero seja considerado infestado com o mosquito”, explicam as Agentes.

A equipe da Vigilância em Saúde de São Ludgero, aponta como um dos problemas que agrava ainda mais situação os recipientes jogados em terrenos baldios. “Estes recipientes jogados são propícios para a proliferação do mosquito. É lamentável que tenham pessoas que ainda façam isso”, comenta a Agente de Endemias, Jéssica Pigmentel.

Ao todo São Ludgero possui um total de 60 armadilhas e 8 pontos estratégicos.

Quais bairros encontram os focos?

– Centro – 1 foco;

– Divina Providência – 1 foco;

– Madre Tereza – 2 focos;

– Parque das Acácias – 4 focos.

Saiba quais as ações preventivas que as pessoas podem realizar: 

·         Manter bem tampado tonéis, caixas e barris de água;

·         Lavar com água e sabão tanques utilizados para armazenar água;

·         Manter caixas d’agua bem fechadas;

·         Remover galhos e folhas de calhas;

·         Não deixar água acumulada sobre a laje;

·         Encher pratinhos de vasos com areia até a borda;

·         Trocar água dos vasos e plantas aquáticas;

·         Colocar lixos em sacos plásticos em lixeiras fechadas;

·         Fechar bem os sacos de lixo e não deixar ao alcance de animais;

·         Manter garrafas de vidro e latinhas de boca para baixo;

·         Acondicionar pneus em locais cobertos;

·         Fazer sempre manutenção de piscinas;

·         Tampar ralos;

·         Não deixar água acumulada em folhas secas e tampinhas de garrafas;

·         Lonas para cobrir materiais de construção devem estar sempre bem esticadas para não acumular água, entre outras ações preventivas.

Open chat
Entre em contato conosco! =)