site loader

O desenvolvimento de feridas de pele, principalmente em áreas expostas à pressão, está cada vez mais frequente em pacientes internados pela covid-19 – e sendo um desafio para os hospitais, profissionais de saúde, paciente e família devido a fatores associados à gravidade dos casos.

Para melhorar o atendimento a este público, o Hospital Nossa Senhora da Conceição, de Tubarão, está reforçando o atendimento no seu Ambulatório de Feridas, que fica localizado no Ambulatório de Especialidades, possibilitando uma assistência de qualidade com atendimento de um enfermeiro especialista em estomaterapia, voltado para o cuidado da integridade da pele, além do suporte multiprofissional.

O tratamento correto destas lesões, além de diminuir o tempo de internação e os custos hospitalares, ajudam na redução das complicações e sequelas ocasionadas pelo seu aparecimento. “Os maiores casos estão em pacientes que evoluem com gravidade e necessitam ser internados em UTIs, pois às vezes permanecem na mesma posição por não tolerarem mudanças de decúbito, devido à piora do quadro clínico ou risco de morte”, explica a enfermeira estomaterapeuta Renata de Medeiros Corrêa. “Esses longos períodos deitados na mesma posição diminuem a circulação e oxigenação da pele e, associados a outros fatores, podem levar ao surgimento das feridas”.

De acordo com ela, muitos pacientes, após o tratamento da doença, ainda retornam para casa com feridas graves necessitando de tratamento e acompanhamento prolongados para a cicatrização. “Então, no local realizamos a avaliação do paciente e da ferida para indicar as medidas necessárias de cuidado, sejam elas preventivas ou de tratamento, pois além das intervenções realizadas no ambulatório, o paciente precisa de todo cuidado e suporte em casa”, pontua.

Fonte: Diário do Sul

Open chat
Entre em contato conosco! =)