site loader

O Ministério Público de Santa Catarina (MP-SC) arquivou a investigação no inquérito civil contra o governador Carlos Moisés sobre a compra dos 200 respiradores da empresa Veigamed por R$ 33 milhões. Conforme o procurador-geral de Justiça, Fernando Comin, não há fundamento para a ação por ato de improbidade administrativa contra o chefe de Estado.

Com isso, foi determinado o arquivamento da apuração relacionada ao governador. Em relação aos demais investigados, o inquérito civil continua em tramitação. Em sua decisão, Comin afirmou que “não foi encontrada nenhuma ligação ou mensagem trocada entre o governador e os empresários envolvidos na compra em questão”.

A defesa de Moisés já encaminhou a decisão para o Superior Tribunal de Justiça (STJ), onde tramita a investigação criminal contra o governador. Na investigação criminal, que ficou a cargo da Polícia Federal (PF), os agentes também isentaram o governador de irregularidades na compra.

Fonte: Diário do Sul

Open chat
Entre em contato conosco! =)