site loader
17 de fevereiro de 2022 Governo inicia Programa SC Mais Pesca com investimentos de R$ 13,9 milhões no Litoral Sul e na Grande Florianópolis

Foto: Peterson Paul / Secom 

Os municípios do Litoral Sul catarinense são os primeiros beneficiados pelo Programa SC Mais Pesca. O governador Carlos Moisés lançou oficialmente o programa, que terá um total de R$ 28 milhões em investimentos para fortalecer a pesca artesanal em Santa Catarina. A solenidade ocorreu na Casa d’Agronômica no fim da tarde desta quarta-feira, 16, e contou com a presença do secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Altair Silva.

Neste primeiro momento, foram contemplados 14 municípios da região Sul e da Grande Florianópolis. Eles terão R$ 13,9 milhões em recursos para a melhoria na infraestrutura, construção de galpões e ranchos coletivos e aquisição de equipamentos. Os municípios do Litoral Norte irão firmar compromisso na próxima semana.

“Embora seja uma atividade tradicionalíssima em Santa Catarina, a pesca artesanal sofreu historicamente com a falta de investimentos. Vamos mudar essa realidade com o SC Mais Pesca. Vai ser um divisor de águas. Os municípios conseguirão realizar melhorias, que ajudem a preservar e fortalecer este importante setor da nossa economia. Colheremos os frutos desta ação lá na frente”, destaca o chefe do Executivo estadual.

Segundo o secretário Altair Silva, este é o começo de um grande investimento na melhoria da infraestrutura e da profissionalização da pesca artesanal catarinense. Cada cidade receberá até R$ 1 milhão do Governo do Estado.

“Pela primeira vez na história, o Governo do Estado e a Secretaria da Agricultura fazem investimentos deste porte na pesca artesanal catarinense. Serão diversos municípios beneficiados com obras estruturantes, fundamentais para que o setor possa expandir a sua produção, gerando emprego e renda para os catarinenses, fortalecendo toda a cadeia da pesca”, diz o secretário.

O presidente da Federação dos Pescadores de Santa Catarina, Ivo da Silva, salientou que o SC Mais Pesca representa orgulho e esperança para o setor.

Melhoria na infraestrutura e mais segurança para os pescadores


Em Laguna, dois projetos atenderão 30 famílias de pescadores, além de gerar emprego e renda – Foto: Julio Cavalheiro / Secom 

Em Laguna, o SC Mais Pesca irá tirar duas obras do papel, atendendo uma demanda antiga dos pescadores. A Casa do Peixe será construída no centro da cidade, a partir da reforma em uma estrutura de alvenaria já existente, e será utilizada para comercialização de pescado, além de fomentar o turismo e a tradição de adquirir os produtos diretamente dos pescadores artesanais.

Já o Rancho de Pesca Coletivo ficará localizado na Praia do Cardoso e servirá para armazenar os equipamentos de pesca, abrigar e consertar as embarcações dos pescadores artesanais da comunidade. As melhorias atenderão diretamente 30 famílias de pescadores e favorecerão o aumento de emprego e renda no município.

“Esses dois projetos irão fomentar ainda o setor turístico do município, que recebe uma demanda alta no Centro Histórico, no Farol de Santa Marta e na Praia do Cardoso na procura de comercialização dos pescados. São dois projetos fundamentais para o nosso município, para que os nossos pescadores possuam uma estrutura adequada para trabalhar e comercializar sua produção”, ressalta a secretária de Pesca e Agricultura de Laguna, Patrícia da Silva Paulino.

:: Municípios beneficiados e projetos apoiados

  • Laguna: Construção de rancho de pesca coletivo R$ 591.343,51
  • Laguna: Reforma de prédio para instalação da Casa do Peixe R$ 408.656,49
  • Jaguaruna: Construção de quatro ranchos coletivos de pesca R$ 1.000.000,00
  • Garopaba: Aquisição de fábrica de gelo, câmara fria e veículo furgão R$ 500.000,00
  • Garopaba: Construção de um trapiche R$ 500.000,00
  • Passo de Torres: Construção de estaleiro municipal R$ 1.000.000,00
  • Balneário Gaivota: Escavadeira Anfíbia 313 R$ 1.000.000,00
  • Araranguá: Construção de uma unidade de beneficiamento e armazenamento de pescados e equipagem R$ 1.000.000,00
  • Balneário Rincão: Construção de unidade de armazenamento de pescado e fabricação de gelo R$ 1.000.000,00
  • Pescaria Brava: Ampliação e reforma de 5 trapiches de pesca, em 4 comunidades R$ 900.000,00
  • Imaruí: Construção de 10 ranchos coletivos de pesca R$ 300.000,00
  • Imaruí: Construção de cinco galpões oficina de embarcação de pesca e aquisição de equipamentos de reforma de embarcação R$ 700.000,00
  • Florianópolis: Aquisição de guinchos R$ 400.000,00
  • Florianópolis: Aquisição de tratores R$ 600.000,00
  • Palhoça: Construção de galpão comunitário de pesca R$ 1.000.000,00
  • Governador Celso Ramos: Construção do trapiche do bairro da Armação da Piedade  R$ 1.000.000,00
  • Tijucas: Píer para desembarque de pescados R$ 350.000,00
  • Tijucas: Reforma e ampliação do prédio da Colônia de Pescadores de Tijucas R$ 650.000,00
  • Biguaçu: Construção de um galpão/oficina de embarcação de pesca R$ 1.000.000,00

    Total: R$ 13.900.000,00

Sobre o SC Mais Pesca


Foto: Julio Cavalheiro / Secom 

O Programa SC Mais Pesca deve trazer uma revolução para a pesca artesanal de Santa Catarina. Serão 29 municípios beneficiados com até R$ 1 milhão em recursos da Secretaria da Agricultura para 42 projetos de implantação ou reforma de infraestruturas de apoio ao setor pesqueiro artesanal. A expectativa é beneficiar quase 25 mil famílias de pescadores, que abrangem mais de 330 comunidades pesqueiras artesanais.

Entre as ações apoiadas estão a construção de atracadouros, trapiches, galpões para abrigo de embarcações, mercados públicos de peixe, câmaras frias de estocagem, ranchos coletivos de pesca ou aquisição de equipamentos.

Os municípios beneficiados serão: Araquari, Araranguá, Balneário Barra do Sul, Balneário Camboriú, Balneário Gaivota, Balneário Piçarras, Balneário Rincão, Barra Velha, Biguaçu, Bombinhas, Florianópolis, Garopaba, Garuva, Governador Celso Ramos, Imaruí, Itajaí, Itapema, Itapoá, Jaguaruna, Joinville, Laguna, Navegantes, Palhoça, Passo de Torres, Penha, Pescaria Brava, Porto Belo, São Francisco do Sul e Tijucas.

É importante destacar que o SC Mais Pesca fará parte do portfólio de programas da Secretaria da Agricultura, mas que será operacionalizado com a parceria da Epagri, na organização dos pescadores, e com o envolvimento das prefeituras na concepção dos projetos. Será um trabalho integrado para fortalecer a pesca artesanal de Santa Catarina.

Fonte: GOVERNO DE SC

Open chat
Entre em contato conosco! =)