site loader
26 de novembro de 2020 Fiscalização de medidas será reforçada com decreto na região

Ontem, a prefeitura de Tubarão realizou uma live para falar do aumento de casos de covid-19. Dentre as medidas anunciadas, está a unificação dos decretos sobre a pandemia. O documento deverá ser editado hoje e promete limitações, além de maior rigor na fiscalização de estabelecimentos. “Decidimos pela recriação da força-tarefa que irá fiscalizar com rigor. Amanhã (hoje), inicia uma fiscalização dura e rígida. Alguns ambientes não compreenderam a situação. Não haverá lockdown. O problema está ocorrendo na atividade social e não na laboral”, diz o prefeito de Tubarão, Joares Ponticelli.  

Joares antecipa que as medidas que terão ajustes neste decreto unificado foram analisadas em conjunto com o Ministério Público.

A força-tarefa, que deve entrar em ação hoje, conforme o Diário do Sul trouxe ontem com exclusividade, irá intensificar a fiscalização. “Alguns locais, pontualmente, poderão ser fechados por até 15 dias, caso este descumpra o decreto. Vamos punir exemplarmente”, fala o prefeito.

Detalhes sobre o novo decreto não foram divulgados na entrevista coletiva de ontem. Mas uma regra que deve voltar a valer é a proibição de mais de um integrante de cada família por vez nos supermercados.

Ainda durante a live, Joares reforçou o pedido para que as pessoas cumpram as regras sanitárias para evitar a propagação da covid-19. “A próxima vítima pode ser qualquer um de nós, se não houver cuidado. Se não colaborar por amor, infelizmente, será pela dor. Peço a compreensão de todos para fazer essa travessia”, pede o prefeito, que completa que a cidade vive o pior momento desde o início da pandemia.

Risco gravíssimo
Em dados divulgados ontem, a Amurel se manteve no nível gravíssimo no novo mapa de risco que monitora a covid-19 em Santa Catarina. Ainda ontem, durante a live realizada em Tubarão, os dois hospitais anunciaram a habilitação de mais nove leitos de UTI, sendo cinco no HNSC e mais quatro na Socimed. No hospital de Laguna a taxa de ocupação seguia 100% e na unidade de Imbituba, estava em 70% . No HNSC seguia 100% e na Socimed, 80%.

Pedido coletivo é para que regras sanitárias sejam seguidas

De acordo com o diretor-presidente da Fundação Municipal de Saúde, Daisson Trevissol, há cerca de 200 pessoas sendo infectadas, diariamente, em Tubarão. “É o maior número de todos os tempos. Tivemos um primeiro pico e estamos no segundo. Contabilizamos quatro vezes mais atendimentos. A procura está muito alta. Estamos com todos os leitos lotados. Não há profissionais que possam suprir essa demanda”, fala Daisson.

O diretor-presidente completa que “essa onda de casos veio com toda força, sobrecarregando o sistema de saúde”. Para Daisson, é preciso pelo menos uns 20 dias para que se possa controlar a situação atual. “Precisa haver pensamento coletivo. Mais pessoas irão morrer, infelizmente. Nós estamos fazendo a nossa parte. Controlem-se”, pede o diretor-presidente.

Até ontem, conforme Daisson, havia 25 pessoas internadas nas UTIs dos hospitais de Tubarão e 57 em enfermaria. “Façam sua parte. Respeitem as regras sanitárias”, solicita Daisson.

O diretor executivo do Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), Fabio Tadeo Teixeira, declara que no caso de se concretizar a previsão de que pelo menos 70% da população seja contaminada, a tendência é que 14 mil tubaronenses precisem de internação por causa da covid-19 e até 700 mortes sejam registradas. “Precisamos do apoio da população para que tenhamos êxito. Todos precisam agir para evitar essa tragédia”, solicita Fabio.

Em 24h, sete pessoas morrem

Ontem, a região registrou mais sete mortes devido à covid-19. As vítimas são uma mulher de 74 anos, de Braço do Norte,  e mais quatro moradores de Tubarão, sendo duas mulheres, de 55 e 39 anos, além de dois homens, de 78 e 48.

Imbituba também teve o registro de duas moradoras da cidades que não resistiram à doença. O número de mortes na Amurel chegou a 262 vítimas.

O total de casos confirmados de pessoas que tiveram o vírus na Amurel é de 25.413, sendo, destes, 22.691 considerados curados.

Fonte: Diário do Sul

Open chat
Entre em contato conosco! =)