site loader
10 de março de 2021 Festas geram preocupação na Amurel

O presidente da Amurel e prefeito de Pescaria Brava, Deyvisonn da Silva de Souza, se reuniu com o coronel da Polícia Militar e comandante da 8ª Região, Jefer Fernandes. Na pauta, a fiscalização das medidas que combatem o avanço da covid-19 na região.

O presidente da associação solicitou atenção redobrada das autoridades. O comandante, por sua vez, apontou que os maiores problemas estão nas festas clandestinas e em ambientes familiares, e que a falta de consciência ainda é uma barreira para muitas pessoas. “Em nome dos municípios, reforçamos a necessidade de atenção, especialmente nos finais de semana, que é quando essas festas se tornam mais frequentes e há um aumento no número de denúncias”, ressaltou Deyvisonn.

Somente no último fim de semana, segundo dados divulgados pela força-tarefa realizada em Tubarão, foram apuradas 50 denúncias feitas pelo 153, e seis festas clandestinas foram interrompidas. Além disso, um bar foi interditado, já que o decreto em vigor não permite a abertura de comércio não essencial aos finais de semana. “Percebemos que muitas pessoas ainda não compreenderam a gravidade da pandemia e as consequências, por isso a importância de atuar de maneira bastante intensa também nas orientações”, destacou o secretário de Segurança, Trânsito e Patrimônio, Evandro Almeida.

No Estado, as forças de segurança pública contabilizaram 15.389 fiscalizações e 44 interdições apenas nos dois últimos fins de semana. “Seguiremos atuando nas ruas enquanto for necessário para garantir a segurança e a saúde a todos. É fundamental contar com a colaboração da sociedade para superarmos este momento difícil. Cada um de nós precisa fazer a sua parte”, frisa o presidente do Colegiado de Segurança Pública e Perícia Oficial do Estado, coronel BM Charles Alexandre Vieira.

A 8ª Região de Polícia Militar, que engloba 20 municípios da Amurel, além de Garopaba e Paulo Lopes, recebeu no final de fevereiro 60 policiais para atuar na fiscalização da covid-19.

Fonte: Diário do Sul

Open chat
Entre em contato conosco! =)