site loader
5 de fevereiro de 2021 Fecam assina protocolo de intenções para adquirir doses de vacina russa

A assinatura do protocolo foi feita junto com a Câmara Brasil-Rússia na manhã desta quinta-feira (4). O vínculo, conforme nota da federação, visa “desenvolver relações econômicas e financeiras”.

A formalização da parceria foi conduzida pelo presidente da FECAM, prefeito de Araquari, Clenilton Pereira. Participou,de maneira virtual, Gilberto Ramos, bem como o senador Dário Berger (MDB).

“A prioridade dos governos deve ser a saúde. Sem resolvermos o problema da pandemia não vamos crescer, não vamos avançar, não vamos prosperar”, disse o senador, lembrando que “todo movimento por vacina que se faz em âmbito municipalista é muito bem visto pelo parlamento brasileiro”.

Para o presidente da Fecam trata-se de busca por alternativas e parcerias na intenção de encontrar soluções no combate a pandemia. Clenilton ainda lembrou a ida da entidade ao Instituto Butantan, em dezembro, em busca da Coronavac.

Câmara Brasil-Rússia

Gilberto Ramos disse que a Câmara Brasil Rússia está “a postos, preparada e a disposição para construir relações com a Federação, principalmente em relação a vacina Sputnik”.

O presidente reforçou interesse de que a cooperação firmada entre os países pelas instituições seja a longo prazo, envolvendo outras frentes em diversos setores.

91,8% de eficácia

O consultor em saúde da Fecam, médico especialista em saúde pública,  Jailson Lima, destaca que a Câmara Brasil-Rússia tem relação direta com o fundo de investimentos que patrocinou e subsidiou todo o investimento em pesquisa no Instituto Gamaleya, que produziu a vacina Sputnik.

“Essa vacina tem 91,8% de eficácia. A partir do momento que você aplica a vacina Sputnik significa que 91,8 % das pessoas não terão a doença e apenas o restante poderá ter a doença”, explica Jailson.

Fonte: NDmais

Open chat
Entre em contato conosco! =)