site loader
2 de agosto de 2022 Em Braço do Norte, cão é atropelado e moradores se mobilizam para socorrer o animal

Uma família de Braço do Norte se mobilizou para ajudar a socorrer um cachorro que foi atropelado na manhã desta segunda-feira (1º). O cão circulava pelas ruas do bairro Santa Augusta, quando um carro passou com as rodas pelo animal.

O condutor do veículo não prestou socorro ao cachorro. “Foi muito triste. Vimos o atropelamento por vídeo. Na hora, o cão uivou e gritou demais de dor. Logo corremos para socorrê-lo e levamos ao veterinário”, explica Adilson Cardoso.

Ele pontua que a pessoa que atropelou o animal deveria voltar ao local e perguntar para os moradores o estado de saúde do pet. “Acredito que esta pessoa possa vir e arcar com os custos do veterinário. A intenção é registrar um Boletim de Ocorrência”, conta.A legislação em caso de atropelamento ainda é inexistente no Brasil quando se trata de animais e, com a implantação de normas específicas em países do continente europeu, a falta de regras que protejam os animais brasileiros volta ao tópico de discussões. No entanto, diversas normativas que garantem penas cada vez mais duras para pessoas responsáveis por maus tratos a pets já são conhecidas no país e não é raro encontrar casos de denúncia e punição a quem pratica maldades desse tipo.Há um  Projeto de Lei (PL) 1362/19, que tramita na Câmara dos Deputados, quer tonar obrigatória a prestação de socorro ao animal atropelado ou o pedido de ajuda à autoridade competente. A medida visa proteger os bichos e também os ocupantes de veículos.

Fonte: Notisul

Open chat
Entre em contato conosco! =)