site loader
13 de maio de 2021 Economia em alta: MEIs crescem acima de 357% em Braço do Norte

O PED – Programa de Empreendedorismo e Desburocratização, implantado em Braço do Norte em 2019, vem apresentando resultados impressionantes. Conforme dados do Cadastro Econômico Municipal, houve crescimento de 357,3%, entre 2017 e abril de 2021, no número de aberturas de microempreendedores individuais (MEIs).

Para se ter uma ideia, em 2017 o Município registrava 244 microempreendedores. Em 2018, 324. Em 2019, ano de criação do PED, eram 438. Já em 2020 o número de microempreendedores individuais saltou para 908, acréscimos de 107,3% e em 2021, mesmo com os reflexos da pandemia na economia, o número de microempreendedores continuo crescendo, fechando em 1.116.

Para o prefeito, Beto Kuerten Marcelino, o PED foi um facilitador para os microempreendedores individuais. “Além de desburocratizar, facilitando a vida de quem quer empreender, o PED também tirou microempresários da informalidade, possibilitando que essas pessoas tenham acesso à crédito e, também, expansão de suas empresas”.
De acordo com o secretário de Administração e Fazenda (Seafaz), Ramon Beza, Braço do Norte tem hoje 3.664 empresas ativas. “De 2017 até agora foram 1.518 novas empresas, se juntarmos micro, pequenas, médias e grandes empresas. Um aumento de 70%. Isso mostra que Braço do Norte é sim um Município que transmite segurança, estabilidade e desperta o interesse dos empresários”, completou.
Dados do Cadastro Econômico Municipal apontam que em 2017 eram 2.146 empresas ativas no Município. Em 2018, 2.304 e em 2019, 2.512. No ano de 2020 as empresas ativas chegaram a 3.092, fechando em 3.664 até abril de 2021.

Open chat
Entre em contato conosco! =)