site loader
7 de fevereiro de 2022 Descarte de sucatas e restos de animais ao lado de espaços construídos para depósito de lixo revoltam moradores e autoridades de São Ludgero

A Prefeitura de São Ludgero segue investindo na construção de espaços fechados para que os moradores das comunidades do interior possam descartar de forma segura os lixos secos, menos eletroeletrônicos, de suas residências para recolhimento pela empresa responsável. Mas, o Secretário de Agricultura, Comércio, Indústria e Turismo, Paulo Sérgio Lorenzetti, alerta que pessoas estão descartando sucatas, móveis, eletrodomésticos velhos e até restos de animais ao lado das construções. Moradores das comunidades também estão revoltados com a situação.

Com o objetivo de oportunizar o armazenamento do lixo de forma mais segura ao ser humano e preservação ao meio ambiente, ao longo dos últimos anos a Prefeitura de São Ludgero iniciou um processo de substituição de lixeiras abertas nas comunidades do interior por containers fechados. Também implantou o projeto que está oportunizando construções de espaços maiores e fechados. Em ambos os locais, o destino é somente para os lixos secos serem armazenados adequadamente, protegidos de animais a exemplo de cachorros e do tempo até o recolhimento.

      Devem ser depositados, bem armazenados nas sacolas, entre os lixos secos: papel, plástico, metal e vidro, embalagens de papelão, potes, garrafas, latinhas etc…

Já foi registrado por moradores casos de depósito de restos de animais em espaço fechado. Ocorreu na comunidade do Bom Retiro. E, agora no espaço fechado da comunidade do Morro do Cruzeiro também colocaram restos de peixes. Além disso, colchão velho e outros materiais considerados como sucatas e não recolhidos pela empresa responsável. O resto de comida era um problema, tempos atrás, mesmo as pessoas podendo transformar em adubo orgânico.

O Secretário de Agricultura, Comércio, Indústria e Turismo, Paulo Sérgio Lorenzetti, reforça o pedido para que as pessoas que tem sucatas, móveis ou eletrodomésticos velhos que acionem profissionais ou quem faz o recolhimento específico. “Já as pessoas que matam animais que respeitem e façam a destinação correta, não colocando ao lado dos espaços construídos ou containers. No caso dos lixos orgânicos, restos de comidas, que utilizem como adubo nas propriedades. Além disso, reforço o pedido para que as pessoas coloquem os lixos secos bem armazenados em sacolas”, ressalta. Ele pede ainda que as famílias de bem ajudem a fiscalizar e inibir tais ações. “Anotem as placas, filmem, façam fotos e nos passem”, enfatiza.

Para o prefeito de São Ludgero, Ibaneis Lembeck, o Iba, é preciso mais conscientização das pessoas. “Ao longo dos últimos anos ampliamos a coleta de lixo nas comunidades do interior, investimentos nos containers e estamos intensificando as construções de locais fechados e seguros para colocação dos lixos secos. O poder público está fazendo a sua parte e acredito que as pessoas que estão fazendo isso devem rever suas atitudes. Juntos, podemos construir uma cidade cada vez melhor, mais limpa, organizada e bonita. É preciso a colaboração das pessoas”, pontua.

Open chat
Entre em contato conosco! =)