site loader
6 de outubro de 2021 DEM e PSL aprovam em convenção fusão e criação do União Brasil

DEM e o PSL aprovaram, na manhã desta quarta-feira (6), em suas respectivas convenções, a fusão das legendas e a criação e o estatuto de um novo partido, o União Brasil.

No dia 28 de setembro, a executiva nacional do PSL aprovou a fusão da legenda com o DEM por unanimidade. A decisão, porém, precisava ser referendada pela convenção conjunta, que foi realizada nesta quarta-feira.

O novo partido a ser criado pela fusão entre DEM e PSL se chamará União Brasil e adotará o número 44 nas urnas eletrônicas.

Depois de ser aprovada pelos dois partidos, a fusão ainda precisa ser avaliada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o que pode demorar meses.

Também foram aprovados os cargos de direção da nova legenda. Luciano Bivar, líder do PSL, será o presidente do União Brasil. ACM Neto, que presidia o DEM, será o secretário-geral da sigla. Veja a lista da cúpula:

  • Presidente: Luciano Bivar
  • 1º vice-presidente: Antônio Rueda
  • Vice-presidente: José Agripino Maia
  • Vice-presidente: Isnard de Castro e Silva Filho
  • Vice-presidente: Ronaldo Caiado
  • Vice-presidente: José Carlos Inojosa
  • Vice-presidente: Maria Auxiliador Seabre Rezende
  • Vice-presidente: Rodrigo Gomes Furtado
  • Vice-presidente: Mendonça Filho
  • Vice-Presidente: José Geraldo Vechione
  • Vice-Presidente: Davi Alcolumbre
  • Vice-Presidente: Cristiano Bivar
  • Vice-Presidente: Bruno Soares Reis
  • Secretário-geral: ACM Neto
  • Tesoureira: Maria Emília Rueda

Candidatura à Presidência

A fusão do DEM com o PSL poderá formar o maior partido do país, ao menos em números na bancada da Câmara e valores do fundo partidário: 81 deputados federais, sete senadores, três governadores e R$ 160 milhões de fundo.

Em entrevista à CNN no dia 27 de setembro, o presidente nacional do DEM, ACM Neto, afirmou que a fusão tem como prioridade “lançar um candidato à Presidência da República”.

À CNN, o presidente nacional do DEM disse que a ideia do novo partido é “oferecer uma alternativa” para os brasileiros e ser contraponto ao PT e ao atual presidente Jair Bolsonaro (sem partido) querendo atuar na discussão da 3ª via eleitoral.

Fonte: CNN Brasil

Open chat
Entre em contato conosco! =)