site loader
15 de setembro de 2021 Defesa Civil confirma passagem de tornado por cidade de SC; ‘Parecia que ia levantar casa do chão’, disse morador

Fenômeno ocorreu por volta das 23h de segunda (13). Tornado destelhou casas e quebrou árvores.

A Defesa Civil de Santa Catarina confirmou nesta terça-feira (14) que um tornado passou pelo município de Guatambu, no Oeste catarinense, durante a tempestade desta segunda-feira (13). A ocorrência, segundo o órgão, foi identificada com base nos registros dos danos enviados para a Defesa Civil e as imagens de radar e satélite analisadas.

O fenômeno ocorreu por volta das 23h e destelhou casas e quebrou árvores. Segundo o órgão, os relatos dos moradores que tiveram suas casas destruídas também serviram de base para confirmar a ocorrência.

“Acordei com um barulho muito alto, até estranhei e abri a janela. Mas logo virou o vento e apareceu um redemoinho que parecia que ia levantar a casa do chão”, disse um morador consultado por agentes do órgão.

Imagem do satélite registra passagem de tornado por SC — Foto: Defesa Civil/Reprodução

Imagem do satélite registra passagem de tornado por SC — Foto: Defesa Civil/Reprodução

Arte - entenda como se forma o tornado — Foto: Arte/G1

Arte – entenda como se forma o tornado — Foto: Arte/G1

‘Supercélula com características tornádicas’

A Defesa Civil classificou o fenômeno como sendo uma supercélula, com características tornádicas. O evento foi captado pelo Radar Meteorológico de Chapecó.

Tornado destelhou edificações em Guatambu  (SC) — Foto: Defesa Civil/Reprodução

Tornado destelhou edificações em Guatambu (SC) — Foto: Defesa Civil/Reprodução

“Em sua assinatura, a célula apresenta um gancho, notado no campo de refletividade, bem como uma rotação, indicada pela presença de mesociclones no produto de Indicativo de Tempestade Severa”, indicou o órgão.

Temporal atinge a região Oeste de SC

A chuva e o temporal registrados entre a noite de segunda-feira (13) e madrugada desta terça-feira (14) provocaram estragos em algumas cidades do Oeste de Santa Catarina.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, houve destelhamentos, queda de árvores e obstrução de ruas. As rajadas de vento passaram dos 90 km/h, segundo o monitoramento virtual da Epagri/Ciram.

Temporal atinge Itá, no Oeste catarinense — Foto: Defesa Civil Itá/Divulgação

Temporal atinge Itá, no Oeste catarinense — Foto: Defesa Civil Itá/Divulgação

Em Chapecó, os bombeiros foram chamados ao menos três vezes para fazer cortes de árvores que obstruíam os bairros Santo Antônio, Engenho Braun e Domingos Giongo. A cidade chegou a ficar 1 hora sem energia elétrica durante a madrugada. A situação já foi normalizada.

Em São Carlos e Águas de Chapecó, os bombeiros distribuíram 700 metros quadrados de lona para 14 moradores pessoas que tiveram destelhamento nas casas. Houve queda de árvore no interior de Planalto Alegre, que chegou a obstruir totalmente a SC-283.

Em Itá, o telhado de uma casa desabou e um duto de gás se rompeu no local. O Corpo de Bombeiros também foi chamado também em Cunha PorãSão Lourenço do OesteCatanduvasDescanso e Modelo.

Temporal atinge Itá, no Oeste catarinense — Foto: Defesa Civil de Itá/Divulgação

Temporal atinge Itá, no Oeste catarinense — Foto: Defesa Civil de Itá/Divulgação

Ventos:

  • Caibi, no Oeste, às 23h de segunda-feira: 96,84 km/h
  • Chapecó, no Oeste, às 0h de segunda-feira: 94,21 km/h
  • Urupema, na Serra catarinense, às 2h de terça-feira: 98,06 km/h
  • Araranguá, no Sul catarinense, às 6 de terça-feira: 79,92 km/h

Previsão do tempo

O Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina (Epagri/Ciram) informou que a condição de chuva e temporais isolados continuam previstas para a todas as regiões do estado nesta terça-feira (14).

Os eventos poderão estar associados a raios, rajadas fortes de ventos acima de 60km/h e queda de granizo. Na madrugada de quarta-feira (15), o sistema de frente fria poderá provocar temporais nas regiões Norte e Litoral Norte.

Recomendações:

  • Alagamentos: Evitar entrar em contato com a água ou dirigir em locais alagados, evitar transitar por pontes submersas, atenção com crianças próximas a rios e ribeirões.
  • Deslizamentos: Atenção a qualquer movimento de terra ou rochas próximo de residências, atenção ao aparecimento de rachaduras em muros ou paredes.
  • Defesa Civil: 199
  • Corpo de Bombeiros: 193

Fonte: G1 SC

Open chat
Entre em contato conosco! =)