site loader
28 de maio de 2022 Cruzeiro marca nos acréscimos e vence o Criciúma

O Criciúma deixou escapar um ponto importante dentro de casa. Jogando contra o Cruzeiro, líder da Série B do Campeonato Brasileiro, o Tigre não conseguiu suportar a pressão do adversário e foi derrotado pelo placar de 1 a 0 na noite desta sexta-feira, dia 27, no estádio Heriberto Hülse. O gol da Raposa saiu já nos acréscimos, aos 47 minutos. 

O tricolor carvoeiro já estava satisfeito com a igualdade no placar, já que precisou jogar com um atleta a menos desde os 27 minutos do primeiro tempo, depois da expulsão de Léo Costa. O Criciúma ainda chegou a marcar no primeiro tempo, mas o gol foi anulado na revisão do VAR. No segundo tempo, a Raposa dominou o jogo e pressionou, conseguindo marcar já no apagar das luzes no Majestoso. 

Tigre perde um jogador no primeiro tempo

O jogo começou disputado, com as duas equipes apostando na forte marcação. Aos 13 minutos o Cruzeiro tentou surpreender. Em cobrança rápida de falta, Fernando Canesin apareceu nas costas da zaga do Criciúma. No alto e de primeira ele chutou por cima do gol, mas longe da meta.

O Tigre apostava nas bolas longas, mas parava na marcação cruzeirense. O tricolor carvoeiro só finalizou pela primeira vez aos 21 minutos, com Rodrigo, de cabeça, após cobrança de falta. A finalização saiu fraco e para fora, sem oferecer risco para o goleiro Rafael Cabral.

O Criciúma teve um jogador expulso aos 27 minutos. Por trás, Léo Costa entrou com as travas da chuteira na canela de Jajá. Depois de revisar o lance, o árbitro Paulo Roberto Alves Junior mostrou o cartão vermelho para o volante do Criciúma.

Gol anulado

Mesmo com um jogador a menos, o Tigre teve a melhor chance do primeiro até então tempo com 31 minutos no cronômetro. Marquinhos Gabriel acertou ótimo lançamento para Thiago Alagoano que deixou a bola quicar e encheu o pé, forçando ótima defesa de Rafael Cabral.

A inferioridade numérica em campo fez o Criciúma se fechar e chamar o Cruzeiro para tentar arriscar os contra-ataques. E foi assim que o tricolor conseguiu balançar a rede. Em velocidade, Marquinhos Gabriel invadiu a área, limpou e finalizou com força para Rafael Cabral, de novo, fazer uma defesa milagrosa. No rebote, Marcelo Hermes se jogou na bola e jogou ela para a rede. O lance foi revisado e as imagens mostraram toque de mão do lateral do Tigre, o que invalidou o gol.

Domínio cruzeirense no segundo tempo

No intervalo, o Cruzeiro fez três mudanças para promover mais velocidade no jogo e começou a segunda etapa da partida pressionando. Primeiro com Bidu, que dominou pela esquerda, cruzou na área, e Léo Pais chegou como surpresa cabeceando sozinho por cima do gol.

Já aos nove minutos Geovane arriscou da intermediária, pela esquerda. O goleiro Gustavo pulou para o lado esquerdo do gol e espalmou. Três minutos depois, novamente a Raposa chegou. Rodolfo achou Léo Pais pela direita. O atacante chutou firme e Gustavo defendeu mais uma.

Com 18 minutos Gustavo teve que se esticar de novo. Geovane tentou cruzar, a bola desviou em Marcelo Hermes e quase enganou o goleiro do Tigre que saltou para dar o tapa e desviar a bola para fora.

O segundo tempo era todo do Cruzeiro. Aos 30 minutos, depois de um bate e rebate na área, Bidu apareceu para finalizar. Rodrigo apareceu bem para fazer o corte. No minuto seguinte, Gustavo evitou o gol cruzeirense quando a bola cruzada passou por todo mundo e ia chegando em Rodolfo. O goleiro do Tigre saiu bem e deu o tapa na bola para evitar e finalização do centroavante do time mineiro.

Ao Criciúma restava suportar a pressão e o Tigre conseguiu segurar o adversário até oas 47 minutos do segundo tempo. Foi quando Jajá recebeu na intermediária, limpou para a perna direita e acertou um belo chute de fora da área no canto direito de Gustavo, determinando a vitória do time mineiro. 

Fonte: Engeplus

Open chat
Entre em contato conosco! =)