site loader
24 de março de 2021 Cerbranorte alerta sobre irregularidades em instalações de Micro e Minigeração

Desde 17 de abril de 2012, o consumidor brasileiro pode gerar sua própria energia elétrica a partir de fontes renováveis ou cogeração qualificada e inclusive fornecer o excedente para a rede de distribuição de sua localidade. Para solicitar o acesso a Micro e Minigeração, o consumidor precisa estar com o padrão de entrada adequado , assim como qualquer solicitação de fornecimento de energia, e é essencial que seja definido com o eletricista a carga e os equipamentos elétricos ideais da instalação.

Segundo a coordenadora do comercial, Deise Faust, nos últimos meses a cooperativa recebeu algumas reclamações sobre a qualidade do fornecimento em unidades consumidoras com geração fotovoltaica, e ao verificar constatou, na maioria das vezes, que se tratava de locais onde havia mais de um imóvel, e que sem a devida orientação, o consumidor acabou unificando as instalações para apenas um medidor. “O fato desses imóveis estarem conectados a uma única ligação, não tem problema, desde que a fiação interna esteja adequada conforme as necessidades, caso contrário haverá perda na qualidade de energia, pois irá sobrecarregar a instalação oferecendo riscos inclusive de incêndio,” alerta Deise.

Ainda conforme a coordenadora, a energia gerada deve ser utilizada pelo mesmo a responsabilidade da Cerbranorte vai até no medidor, as instalações internas, assim como o dimensionamento de carga da unidade consumidora deverá ser realizada por um profissional qualificado para garantir maior eficiência no consumo de energia elétrica. “É importante ressaltar que se houver aumento de carga no circuito interno, a cooperativa precisa ser consultada para que possa analisar a capacidade da rede, e se necessário fazer uma obra para dimensionar melhor a distribuição do fornecimento”, completa.

Para o engenheiro Felipe May, não basta apenas ter cuidado com a instalação elétrica, apesar de ser o mais importante, para garantir toda segurança e boa funcionalidade do sistema de micro e minigeração, o consumidor precisa escolher uma empresa que tenha Know how no segmento. “Atualmente existem diversas empresas que instalam usinas fotovoltaicas, que é a mais comum para geração residencial, porém, muitas delas não tem de fato uma preocupação quanto a qualidade da energia gerada, apenas focam em apresentar redução no valor da fatura, e inclusive por este motivo estão orientando o consumidor a instalar mais de um imóvel no mesmo medidor, sem fazer o redimensionamento de carga, o que pode acarretar em consequências graves, tanto relacionada a qualidade da energia, quanto problemas com os equipamentos e riscos de curto circuito” alerta Felipe. “Antes de contratar uma empresa, busque informações sobre os serviços já realizados e assegure-se que essa empresa tenha as devidas autorizações para instalar os equipamentos de geração”, completa o engenheiro.

Felipe ainda destaca que a energia gerada deve ser utilizada pelo mesmo proprietário da micro geração, pois segundo a  Resolução Normativa ANEEL nº 482/2012,  quando constatado o fornecimento de energia à terceiros, a Cerbranorte está orientada a interromper de forma imediata a interligação.

Fique atento! Com o Padrão de Entrada correto, você economiza tempo, dinheiro, evita danos nos eletrodomésticos e agiliza a sua ligação.

Open chat
Entre em contato conosco! =)