site loader
10 de setembro de 2021 Caminhoneiros fazem bloqueio parcial em rodovia de SC pelo quarto dia seguido

Foto: Arquivo

Segundo Polícia Rodoviária Federal (PRF), manifestação ocorre em dois pontos da BR-280 em Canoinhas, no Norte catarinense. Apenas caminhões não são autorizados a seguir viagem.

Caminhoneiros realizam manifestações e bloqueiam dois pontos da BR-280 em Canoinhas, no Norte catarinense, nesta sexta-feira (10) pelo quarto dia consecutivo. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), somente caminhões não estão autorizados a seguir viagem. Veículos de passeio, vans e motocicletas podem passar pelos trechos.

O grupo é a favor do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e contra os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

As informações foram atualizadas pela PRF às 8h17 desta sexta. Durante a madrugada e o início da manhã, as interdições parciais na BR-116, em Mafra, no Norte e na BR-282 em Campos Novos, no Oeste, foram desmobilizadas.

Bloqueios seguem em Santa Catarina, diz PRF — Foto: PRF/Divulgação

Bloqueios seguem em Santa Catarina, diz PRF — Foto: PRF/Divulgação

Protesto com fogos de artifício

Na noite de quinta-feira (9), cerca de 100 manifestantes bloquearam um dos trechos da BR-101 em Joinville, no Norte catarinense. No km 25, o grupo soltou fogos de artifício e cantaram o hino nacional. A pista foi desbloqueada pouco depois.

Trecho na BR-101 já foi liberado pelos manifestantes — Foto: Arteris/Divulgação

Trecho na BR-101 já foi liberado pelos manifestantes — Foto: Arteris/Divulgação

Desbloqueio nas bases de distribuição de combustível

Durante a tarde, os caminhoneiros decidiram liberar o trânsito nas três bases de distribuição de combustíveis que haviam sido bloqueadas por manifestantes. As interdições ocorriam em Guaramirim, no Norte, Biguaçu, na Grande Florianópolis e em Itajaí, no Litoral Norte.

Mesmo com o desbloqueio na quinta, muitos postos de combustíveis ainda não reabasteceram os estoques, como ocorreu em estabelecimentos de Criciúma, no Sul catarinense. De acordo com o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo (Sindipetro), a expectativa é que a situação seja normalizada ao longo do dia.

Fonte: G1 SC

Open chat
Entre em contato conosco! =)