site loader
17 de setembro de 2021 Assista: Policial da reserva de São Ludgero é flagrado em vídeo com xingamentos racistas

FOTO: Reprodução

“Eu tenho ódio, porque eu sou racista, porque eu não suporto negros, “disse o homem.

Recebemos na manhã desta sexta-feira, 17, um vídeo que está repercutindo e causando indignação entre os moradores da região sul de Santa Catarina. O vídeo flagra um homem realizando diversos xingamentos racistas quando se refere a uma criança negra, para a própria mãe da criança. Chamou o menino de “macaquinho” “maldito de um negro desgraçado” entre outras ofenças, além de afirmar ser de fato racista.

“Eu tenho ódio, porque eu sou racista, porque eu não suporto negros, “disse o homem.

A mulher que filmou é atual companheira do autor das ofenças. Apuramos se tratar de um policial militar da reserva, residente em São Ludgero.

Veja o vídeo:

Segundo o delegado Éder Matte, responsável pelas delegacias de Braço do Norte e São Ludgero, foi instaurado hoje um inquérito para apurar o crime de racismo, de acordo com o artigo 20, Lei nº 7.716 / 1989. O artigo dispõe sobre “praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”.

O delegado também nos relatou que a vítima não registrou ocorrência sobre o caso, mesmo assim este tipo de crime exposto no vídeo independe da denúncia para ser investigado.

O homem é um sargento da corporação que está na reserva desde março de 2016. O órgão afirmou que o caso será encaminhado à Corregedoria-Geral para apuração. Em nota, disse ainda que repudia “todo e qualquer tipo de violência contra a mulher ou vulnerável, bem como qualquer tipo de racismo”.

Nota da PMSC:

A respeito do referido vídeo divulgado recentemente em redes sociais, a Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC), por meio do Centro de Comunicação Social vem esclarecer que:

– A PMSC repudia toda e qualquer tipo de violência contra a mulher ou vulnerável, bem como qualquer tipo de racismo. Diante deste fato, a referida ocorrência deverá ser apurada com rigor por todos os processos legais;

– O homem que aparece no vídeo é sargento da PMSC, que está na reserva desde 9 de março de 2016.

– Todo policial militar, seja de ativa ou da reserva, deve seguir em conformidade com os dispositivos previstos no Regulamento Disciplinar da PMSC, Código Penal Militar e legislação penal geral. O caso identificado será encaminhado à Corregedoria-Geral da PMSC. 

Fonte: REPÓRTER SUL

Open chat
Entre em contato conosco! =)