site loader
27 de abril de 2021 Após censurar beijo de Gil e Fiuk, Instagram diz: “Cometemos um erro”

Os brothers movimentaram as redes sociais após ficarem nus no BBB21

Foto: Reprodução/TV Globo

O apresentador Tiago Leifert, que há tempos dá opiniões sobre o jogo nas redes sociais, fez um longo desabafo sobre o conteúdo censurado no Instagram. Nesta segunda-feira (26/4), o selinho entre Gil e Fiuk movimentou a internet e a casa do BBB21. Os dois tiraram a roupa e pularam na piscina para comemorar pelo menos mais uma semana dentro do reality. “Eles não gostam de selinho entre dois homens e nem dois caras pulando na piscina pelados, sendo que eles estavam se tapando”, desabafou. A rede social, no entanto, justificou a censura como um erro.

Procurados pela coluna, a assessoria do Instagram nos enviou um e-mail com a seguinte resposta sobre o ocorrido. “Cometemos um erro e pedimos desculpas. Os conteúdos foram restaurados”, respondeu.

“A reprodução de imagens da TV aberta, bem como de trechos de programas que não infringem os limites da liberdade de expressão, não podem em hipótese alguma ser regulados pelas plataformas, sob pena de prestígio da censura”, continuou o especialista.

Leifert fez várias críticas e disse que já foi censurado outras vezes por falar mal da rede. “A boa e velha TV aberta vai mostrar [o beijo] a vocês hoje à noite”, disse logo após o desabafo nos Stories. A apresentadora Ana Clara surgiu ao vivo no Plantão BBB, às 14h40h, coberta apenas por um chapéu, assim como Fiuk, e soltou: ” O Brasil não está preparado para isso.” E seguiu com a indireta: “Queria soltar o chapéu…Ah! Não pode?”.

Para entendermos melhor, a coluna conversou com José Estevam de Macedo Lima, presidente da comissão de liberdade de expressão da ANACRIM-RJ e especialista em leis do entretenimento. “A Constituição Federal permite a livre manifestação do pensamento sendo vedado o anonimato, porém a liberdade de expressão não é um direito constitucional absoluto, posto que sua relativização encontra limites no inciso X, do artigo 5º da Carta Maior, cujo teor defende expressamente a intimidade, vida privada, honra e a imagem das pessoas”, explicou ele.

Fonte: METRÓPOLES
Open chat
Entre em contato conosco! =)