site loader
8 de dezembro de 2021 Pedras Grandes na rota do desenvolvimento turístico

A semente do desenvolvimento está lançada em Pedras Grandes. Um antigo sonho da população – a pavimentação da Rodovia da Imigração italiana – já é realidade. Um trecho da rodovia estadual na entrada da cidade, que era de paralelepípedo, finalmente ganha asfalto e a mesma rodovia receberá pela primeira vez uma restauração completa, desde a Guarda até o Centro.

Tudo isso acontece em menos de um ano da administração do prefeito Agnaldo Filippi, que já conseguiu para Pedras Grandes investimentos que ultrapassam R$ 20 milhões somente em infraestrutura rodoviária.

Contando com o apoio decisivo do deputado Zé Milton, Agnaldo arrancou do governador Carlos Moisés e do secretário da Infraestrutura, Tiago Vieira, algo que os pedras-grandenses não viam há muitos anos. “Pedras Grandes bateu na porta do governo do Estado e conseguiu. Mas ainda temos muito para fazer e conquistar”, observa o prefeito.

O desafio para 2022 é avançar na segunda etapa da Rodovia da Imigração Italiana, que liga Pedras Grandes a Urussanga e passa pela histórica localidade de Azambuja, berço da colonização italiana no Sul de Santa Catarina em 1877.

Com as obras do trecho do Centro até Azambuja já iniciadas, fruto de um convênio da prefeitura com o governo estadual de mais de R$ 14 milhões, o desafio agora é conquistar o convênio para a segunda fase, que avança até Urussanga e prevê um contorno para ligar a rodovia com a SC-390. Quando anunciou o desejo de realizar o sonho da pavimentação da Rodovia da Imigração Italiana, o governador também pediu que a prefeitura agilizasse o projeto para a segunda etapa da obra. Recentemente, o projeto foi concluído e está pronto para ser encaminhado.


Um gigante adormecido que retoma o protagonismo

No fim do século XIX e início do passado, Pedras Grandes foi um importante centro comercial e difusor do crescimento da região Sul catarinense. A fundação da primeira colônia imperial destinada a imigrantes italianos em Azambuja serviu de protótipo para outros núcleos e colônias que deram origem a cidades como Urussanga, Criciúma, Nova Veneza e tantas outras.

Com o surgimento de outros polos, a Colônia Azambuja e Pedras Grandes perderam o protagonismo no desenvolvimento regional. “A Colônia Azambuja foi o centro difusor do progresso com abrangência até o Vale do Araranguá. Tivemos em nosso território fábricas de grande importância, estabelecimentos comerciais e uma ferrovia muito movimentada. Infelizmente, este tempo de prosperidade foi diminuindo com o tempo”, lamenta o prefeito Agnaldo Filippi.

Todavia, o município conserva em seu território as mesmas preciosidades descobertas pelos imigrantes italianos nos primórdios da colonização. Pedras Grandes permaneceu por décadas como se fosse um gigante adormecido. Mas a rica história está lá. A natureza exuberante é a mesma do período colonial. Os imigrantes italianos já morreram, mas ficaram seus descendentes.

Então, em 2020, o gigante acordou, chamou atenção de toda região e do Estado, com ideias e projetos que num futuro próximo mudarão de vez a história de uma comunidade que sonha crescer e se desenvolver.


Setor de turismo chama a atenção

Um setor que ganhou forte impulso na atual administração de Pedras Grandes foi o turismo. A partir da criação de uma secretaria municipal, ideias e projetos vieram à tona, como a Torre de Pisa, que teve repercussão até mesmo internacional.

A ideia é construir um centro educacional para contar a história da imigração, revestido cenograficamente como uma réplica do famoso monumento da Itália. Um especialista neste tipo de obra, que trabalhou no Beto Carrero, foi chamado para projetar a torre.

No interior da edificação funcionará um museu, no qual os visitantes poderão, na medida em que vão subindo, conhecer o percurso dos imigrantes. No topo haverá um mirante e observatório astronômico. Alunos de toda a região poderão acessar o espaço gratuitamente, adquirindo novos ensinamentos fundamentais para compreender melhor a história.

Falando em história, a Colônia Azambuja e a saga dos imigrantes são os principais ativos redescobertos nesta nova fase do desenvolvimento de Pedras Grandes. A transmissão on-line da primeira Festa da Colônia Azambuja 1877, realizada em julho deste ano, teve mais de meio milhão de acessos. “Seguimos nesta perspectiva difundindo essa marca forte – Azambuja 1877 – na promoção do nosso turismo”, afirma o secretário de Turismo, Júlio Cancellier.

O objetivo desta política pública de Pedras Grandes é incrementar o setor turístico para gerar emprego e renda, fortalecendo os pequenos negócios da agricultura familiar e os produtos coloniais, com ênfase para o vinho Goethe e demais itens da cadeia produtiva.

“O desfio está lançado! Pedras Grandes surge como opção de investimentos para novos empreendimentos e como destino turístico de ponta na região e no Estado de Santa Catarina”, conclui o prefeito Agnaldo Filippi, exaltando nesta missão a participação do vice-prefeito, Adriano de Souza, secretários municipais e funcionários da prefeitura, Câmara de Vereadores e demais agentes que estão contribuindo para alcançar os objetivos da atual gestão municipal de Pedras Grandes.

Prefeitura adquire Casa dos Arcos

A famosa Casa dos Arcos, cartão-postal de Pedras Grandes, foi adquirida pela prefeitura, que vai utilizar o espaço como centro cultural, turístico e de eventos. A compra foi oficializada depois da aprovação pela Câmara de Vereadores e entendimento com a família.

A casa, que foi utilizada pelos engenheiros da Rede Ferroviária, será restaurada. A área de seis hectares será transformada em Centro Multiuso.

“Depois de adquirir uma usina de asfalto, escavadeira hidráulica e galpões da antiga cooperativa para sediar secretarias de Obras e Agricultura, a prefeitura de Pedras Grandes solicitou e a Câmara de Vereadores aprovou a compra da casa histórica. Há alguns anos, o ex-prefeito Adelfo Filippi foi visionário, adquirindo área para indústrias e complexo esportivo. Hoje concretizamos uma compra junto à mesma família”, comemora o filho de Adelfo, hoje prefeito de Pedras Grandes.

Diário do Sul

Open chat
Entre em contato conosco! =)