site loader

Aos 38 anos, o empresário do setor contábil Rafael Alano nem pensa em parar de trabalhar. Mas isso não significa que a aposentadoria não esteja nos planos. “Um dia eu quero reduzir a minha jornada de trabalho e aproveitar o que vida tem de melhor”, deixa claro o criciumense.

O associado da Sicredi Sul SC contratou um plano de previdência privada pensando em um investimento de longo prazo que assegurasse tranquilidade para concretizar os seus planos. E ele não está sozinho. Somente até novembro de 2020, o total de recursos ingressos nos planos de previdência privada no país chegou a R$ 107.3 bilhões, segundo dados da Fenaprevi (Federação Nacional da Previdência Privada e Vida).

De acordo com o assessor de investimentos da Sicredi Sul SC, Valdiclei Ribeiro Luiz, a reforma da previdência pode ser uma das razões para o avanço da modalidade privada no país. A medida, segundo ele, fez crescer o volume de informações a respeito dos planos.

Para o especialista, há três benefícios centrais que justificam a adesão à previdência privada:

1 – Planejamento financeiro: “Como estamos falando de uma modalidade de investimento a longo prazo, a previdência permite planejar aportes mensais, com uma estimativa de retorno e de valores que o associado poderá usar até o fim da vida”, explica o assessor.

2 – Rentabilidade: Valdiclei diz que o mercado de investimentos evoluiu consideravelmente nos últimos anos, dando origem a novos fundos de investimento de previdência. “Logo, quem já tem planos ativos pode portabilizar, ou seja, transferir os recursos de um fundo para o outro sem custo algum e sem pagar imposto de renda”, afirma ele.

3 – Benefícios fiscais: Segundo o profissional, os planos de previdência privada não possuem os conhecidos “come cotas”, que existem nos fundos de renda fixa e multimercados. “Optando por um plano de previdência com a tabela regressiva, a partir de 10 anos, por exemplo, você só pagará 10% de imposto de renda sobre os lucros ou montante investido. Isso é menos que a maioria dos investimentos que cobram 15% ou mais”, informa ele, que traz ainda outras duas vantagens fiscais. “Se o associado optar pela modalidade PGBL e utilizar a tabela completa da declaração de imposto de renda, poderá abater até 12% da sua base tributável de impostos. Sem contar que os planos podem ser transferidos para herdeiros como forma de sucessão patrimonial, sem passar por inventários”, finaliza Valdiclei.

Em 2020, o Sicredi lançou nacionalmente o site previdencia.sicredi.com.br, no endereço é possível realizar uma simulação do quanto será necessário investir por mês para assegurar a mesma tranquilidade almejada pelo Rafael. “Estabilidade e segurança financeira ajudam muito a trazer paz e qualidade de vida”, finaliza o empresário.

Sobre o Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 4,8 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 23 estados* e no Distrito Federal, com mais de 1.900 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros (www.sicredi.com.br)

 *Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

Sobre a Sicredi Sul SC

Com mais de 22 mil associados, a Sicredi Sul SC é uma das cooperativas de crédito que integram o sistema Sicredi. Sua área de atuação compreende 45 municípios de Imbituba a Passo de Torres, contando com uma estrutura de dezesseis agências.

Open chat
Entre em contato conosco! =)